Neste artigo o guiaremos passo a passo em como restaurar o Windows 10. A Microsoft liberou nos últimos tempos uma grande nova atualização para o Windows 10, porém o update está causando alguns problemas para determinados usuários, que estão ficando de cabelo em pé de tanta insatisfação por constantes falhas no SO. A atualização KB3081424 incorpora diversas correções de bugs lançadas para o sistema operacional, mas o problema é que agora ela é o motivo de uma nova falha. O Windows 10 apresentou ao mercado algumas novidades para o sistema operacional da Microsoft, no entanto, ele ainda está bem longe de se tornar perfeito, apresentando erros e funcionamento muitas vezes não satisfatório, de forma semelhante às versões anteriores. Um quesito de extrema importância para o melhor funcionamento além da prevenção contra perda de dados é o disco de recuperação do Windows. Não é novidade alguma que as pessoas desenvolvam técnicas e ferramentas que possibilitem suprir a ausência de algumas ferramentas do Windows. Esse hábito acompanha, tradicionalmente, as atualizações das versões do sistema operacional, que mesmo atualizadas, sempre apresentam essa necessidade de melhorias maiores. No entanto teremos de improvisar, utilizando medidas alternativas para criar um disco de recuperação. Esta ferramenta é a unidade responsável por solucionar alguns problemas que impeçam o acesso ao sistema. como restaurar o Windows 10 como restaurar o Windows 10 como restaurar o Windows 10 como restaurar o Windows 10 como restaurar o Windows 10 como restaurar o Windows 10 como restaurar o Windows 10 como restaurar o Windows 10 como restaurar o Windows 10 Trazemos hoje uma ideia na qual tendo um pendrive ou DVD como matéria prima, você poderá criar uma unidade de recuperação. Essa técnica que pode ser de grande utilidade quando o sistema operacional da sua máquina, por um motivo qualquer, não se inicie corretamente. Além do pendrive, podemos também fazer uso de um arquivo ISO para ser queimado em um DVD. No entanto, muitas máquinas modernas aboliram a presença do leitor de CD e DVD por optarem por um design mais fino de produto. Escolha seu método e siga nossos passos para forjar uma solução de como restaurar o Windows 10, que além de reparar eventuais problemas apresentados pelo computador durante sua inicialização, poderá até mesmo executar a reinstalação integral do software por meio dessa unidade de recuperação. No entanto, para que nosso projeto dê certo e assim possamos seguir rumo ao esquema alternativo de backup, algumas condições devem ser observadas: O pendrive em questão tem de ter ao menos 8 GB disponíveis. Unidades preparadas para versões de 32 bits não podem ser usadas para reparar sistemas que rodam em 64 bits e vice-versa, dessa maneira, seu pen drive deve ser configurado na mesma configuração do Windows. Vamos ensinar mais de um método para você, a fim de te dar opções e deixar que escolha o jeito mais fácil e que te ajude a resolver o problema com mais agilidade e eficiência. Fique ligado: O primeiro método que abordaremos consiste em baixar pelo site da Microsoft o sistema referido.
  1. Esteja conectado: Certifique-se de que você está conectado à internet e que dispõe de um pendrive com as mesmas configurações do seu sistema, conforme citado acima. Caso você opte por gravar a unidade de recuperação em um DVD, é preciso ter uma mídia virgem e também um gravador de discos em seu computador.
  2. Saiba sua versão do Windows: Depois de tudo conferido, é preciso descobrir a sua versão do Windows. Descobrir a versão é essencial porque a chave que identifica como legal a edição instalada em sua máquina está presente na placa-mãe de maneira que funciona apenas com este tipo de edição. Então, antes de prosseguir, descubra exatamente qual tipo de Windows 10 está instalado em sua máquina. Você consegue descobrir isso abrindo o Menu Iniciar e clicando em “Configurações”. Na nova janela, clique em “Atualização e segurança” e, depois, em “Ativação”. Você descobrirá exatamente qual é a sua edição do Windows, e é bom anotá-la, para não esquecer.
  3. Faça o Download: Vá até a página de download do site da Microsoft e encontre as opções disponíveis para baixar. Você deve escolher a versão que seja compatível com a arquitetura da sua máquina, que deve ser 32 ou 64 bits.
  4. Execute a ferramenta: Após baixar a ferramenta de criação do Windows 10, é só executá-la em sua máquina. Quando uma abrir uma janela, selecione a opção “Criar mídia de instalação para outro computador” e depois clique em “Avançar”.
  5. Escolha o idioma: Selecione o idioma que você quer no disco de recuperação, bem como a versão do Windows 10 e também a arquitetura. Na seção “Edição”, você deve definir exatamente a mesma versão do seu sistema.
  6. Escolha entre o pendrive ou o DVD: Neste passo, você vai escolher alguns detalhes da sua instalação. É preciso indicar se você vai criar a unidade de recuperação em um pendrive ou se vai ser em um disco. Caso opte por um pendrive, ele deve ser espetado no computador, e ter o espaço suficiente, como já foi citado neste artigo. Na próxima tela seguinte, você escolhe qual unidade será utilizada. Caso você escolha a opção “Arquivo ISO”, será gerado um arquivo no formato ISO que deverá ser gravado em um DVD.
  7. Após essa etapa é necessário que se aguarde até que o processo seja concluído. Neste ponto, o pendrive ou DVD em questão, já toma forma do disco de recuperação do Windows. Caso ocorra algum problema na instalação, basta fazer um boot com o dispositivo USB espetado na máquina ou com o DVD inserido no drive. Dessa forma, uma tela especial será aberta dentro do Windows e basta seguir as instruções para corrigir problemas em vez de fazer uma nova instalação.
No segundo método você pode criar essa unidade pelo próprio Windows. Este método é considerado um tanto quanto mais simples do que o que explicamos anteriormente, no entanto, para utilizá-lo, é necessário ter uma unidade USB com o dobro de espaço livre do outro, sendo no mínimo, 16 GB disponíveis. Ou seja, no caso de você não ter essa possibilidade, é a melhor opção recorrer ao método anterior. Mas vamos ensinar para quem tem uma unidade com maior espaço esse método que contém apenas um passo bem simples:
  1. Configure: Abra o Menu Iniciar e vá em “Configurações”. Lá, procure pela opção “recuperação de disco” e acesse a função “Criar uma unidade de recuperação”. O procedimento é, em geral, bem intuitivo. Seguindo as instruções, você conseguirá criar uma unidade de recuperação pelo Windows, usando as próprias ferramentas do sistema para tal feito. É importante frisar que todo o conteúdo presente no dispositivo utilizado para criar a unidade de recuperação será apagado, independentemente do tipo, faça backup de todo o arquivo contido nele corretamente antes de utilizar esta opção, para assim evitar perda de dados importantes que possam te atrapalhar.O terceiro método é a restauração do sistema. Diferente dos outros, este não é um método para a criação de um disco de recuperação de fato, mas um guia passo a passo para você restaurar o sistema usando as funções do Windows, de maneira a conseguir resolver o mesmo problema, porém utilizando de outra ferramenta disponível. Esta função é a mais básica de todas e serve para quando você quer devolver sua máquina ao estado inicial ou então solucionar algum problema que não inviabilizou o acesso ao Windows.
  2. Abra o Menu Iniciar e selecione a opção “Configurações”. Agora, acesse o menu “Atualização e segurança” e, então, vá em “Recuperação”
  3. Nesta aba, você terá a opção de escolher restaurar o PC reinstalando o Windows ou até mesmo voltar para a versão anterior do sistema operacional. Esta operação pode ser considerada interessante para quem está tendo problemas com o Windows 10 ou simplesmente não se adaptou completamente à versão atual do sistema operacional em questão e quer voltar o computador à sua configuração original. Há ainda a opção “Inicialização avançada”, que é ideal para quando você quiase aproveitar, da melhor maneira, os recursos de boot que o Windows oferece. Ao optar por ela, sua máquina é reiniciada e é possível dar boot a partir de um pendrive ou disco, sendo esta a hora certa para que você possa instalar novamente o SO ou até instalar um novo sistema operacional (como Linux em dual boot), caso prefira.
Depois dessas várias opções, o último passo para fechar o “como restaurar o Windows 10”, com “chave de ouro” é escolher o método mais fácil para você. Seja por meio de dispositivos inseridos no computador para criar um mecanismo recuperação do Windows 10, seja por meio das configurações dele mesmo, o importante é fazê-lo funcionar corretamente outra vez. Fazer isso é de vital importância, afinal problemas de inicialização do Windows são sempre imprevisíveis e podem te deixar na mão caso precise usar seu computador com urgência. Assim, ter alguma forma de solucionar tal questão é essencial para resolver tudo sozinho e recuperar o funcionamento pleno do seu computador sem nem precisar de contar com ajuda de pessoas especializadas em informática.
(Visited 346 times, 1 visits today)