Antes de contarmos sobre o Norton Antivirus, iremos lhe passar uma visão geral. Para falar sobre o universo dos antivírus é de vital importância que se tenha em mente o que são os chamados “vírus” da internet. Na realidade, eles são softwares (programas) que foram criados com intuito maléfico de destruir o sistema operacional do computador, capturar senhas de acesso a e-mails e contas bancárias além de furtar informações sigilosas da máquina. Assim como os vírus biológicos que após se instalarem no corpo, além de o danificarem, se utilizam o corpo para se propagarem. Essa transmissão acontece de maneira veloz assim como o vírus cibernético, que manteve as características do biológico, de maneira a ser nomeado como tal. bolhas simulando o aparelho engolido pelo virus de computador Em busca de proteção do sigilo e das particularidades do usuário da rede, diversas empresas começaram a trabalhar a fim de encontrar soluções para o problema dos softwares impostores, causadores de tantos prejuízos e perda de dados. Nesse contexto então, surge Peter Norton, da empresa Peter Norton Computing Co. com um software que em 1990 foi comprado, juntamente com todos seus direitos autorais, pela Symantec.

Como funcionam os antivírus:

Os programas desenvolvidos para combater esses softwares mal- intencionados seguem a seguinte ordem para executar tal serviço: primeiramente os softwares em questão são detectados e quando descobertos, cabe à empresa responsável a realização de uma decodificação. Caso haja algum código similar ao encontrado em sua máquina, o antivírus o move para a quarentena. Na quarentena, o arquivo funciona normalmente em seu computador com a diferença de que agora ele está em observação. Para tal, o programa faz uma checagem algorítmica, uma chamada “varredura” em todos os programas em execução na máquina para que assim, estas pragas do mundo virtual sejam encontradas e destruídas antes mesmo de causarem maiores danos na máquina.

O que existe no mercado:

O mercado atual oferece diversos tipos de antivírus. Desde os chamados “free” que são de uso gratuito e os de tipo pagos, os quais o usuário compra o pacote e desfruta de algumas vantagens e diferenciações que não se encontra nos softwares gratuitos. O software mais baixado segundo dados do site de downloads chamado “Baixaki” é o Avast Free Antivírus, que tem como característica marcante a voz que constantemente declama a poética frase “As definições de vírus foram atualizadas”. Além do Avast temos vários outros programas com a mesma finalidade como o AVG Antivirus Free, o Avira Antivirus Personal Edition, o Microsoft Security e o Norton antiVírus, sobre o qual falaremos a seguir neste artigo.

Sobre o Norton Antivirus

O software tem várias características, tantas que diversos usuários reclamam que o antivírus em questão poderia ter menos funções, tendo em vista a pouca usabilidade de várias destas no objetivo de fazer as varreduras. Dentre essas muitas funções, o programa possui uma em especial de bastante utilidade, que é a “Auto-protect”, ou proteção automática, onde as varreduras são feitas automaticamente conforme o usuário trabalha normalmente em sua máquina. Segundo a empresa detentora dos direitos autorais do software, a Symantec, ele é um dos mais populares atualmente, tendo 60 por cento da quota do mercado de antivírus. Número este que pode estar relacionado além da qualidade dos serviços prestados, da disponibilidade online para downloads bem como a inclusão do programa ao Windows como versão de teste com tempo limitado, deixando o usuário ir se familiarizando para que depois de expirado, solicite, então, a versão paga do antivírus. O Norton Antivirus apresenta compatibilidade com o Windows, o Mac e o Android e além de proteger, ele também detecta e permite eliminar os softwares espiões (spywares) instalados sem o consentimento do usuário na máquina antes mesmo que eles possam a infectar. A interface do aplicativo é bem moderna e agradável, de forma que os ícones e botões tenham a diagramação facilitando e possibilitando ao usuário leigo navegar de maneira intuitiva, para que mesmo em outro idioma ele consiga executar e entender o processo todo. Quanto ao desempenho, o Norton Antivirus promete executar suas tarefas de maneira que o usuário consiga realizar demais atividades simultaneamente em sua máquina sem perceber muita diminuição na velocidade, no entanto muitos usuários afirmam que o maior problema do programa esteja justamente nesse ponto, e que o desempenho deixa a desejar. No entanto, software possibilita que todas as transferências de dados sejam analisadas antes mesmo de começarem a ser executados pelo computador, garantindo assim maior segurança e proteção ao usuário. Através de um constante monitoramento, o programa também consegue identificar até mesmo as possíveis razões para caso a máquina esteja lenta, o que é um recurso de grande utilidade. Além disso, o antivírus possui uma ferramenta chamada Bandwidth Management 2.0, que é um gerenciador de banda que tem como função o ajuste automático do uso de dados e atualizações recebidas, função bastante útil quando se vive a era da internet, como atualmente. norton antivirus - logo Sendo assim, é fácil perceber que o antivírus possui os dois lados da moeda, possuindo muitos adeptos devido a qualidade de serviço e infinidade de funções oferecidas, ao mesmo tempo em que possui também críticas ferrenhas em relação ao seu desempenho. O alto número de recursos faz com que o programa seja um tanto quanto pesado para a máquina, de maneira a apresentar problemas de desempenho em computadores com configurações mais básicas, como pouca memória RAM, por exemplo. Sendo assim, o usuário que possui um PC com configurações específicas pode contratar os serviços deste antivírus sem receio algum e será muito bem atendido. No entanto, caso o usuário tenha uma máquina com configurações mais básicas, o programa pode ocupar muito espaço e gastar uma memória desnecessária, fazendo com que as atividades do dia a dia sejam, então, comprometidas, o que não é nada desejável. Neste caso, o aconselhável seria procurar um antivírus que ocupe menos espaço e assim otimize o rendimento da sua máquina, sem deixá-la desprotegida. Além da proteção de computadores, a Norton possui vertentes expandidas também para os dispositivos móveis. Com um aplicativo instalado, o indivíduo protege seu celular ou tablet de possíveis ataques cibernéticos. A vantagem de ter esse aplicativo é a identificação de possíveis problemas logo na instalação dos aplicativos, impedindo então que os famosos vírus possam comprometer seu dispositivo de maneira irreparável. Uma característica muito importante é a possibilidade do bloqueio do telefone por meio de mensagem SMS, medida que pode auxiliar em caso de perda ou furto do aparelho. Ademais, dentre as principais reclamações acerca do aplicativo, está a instalação e desinstalação do mesmo, que segundo usuários, poderia ser descrita como sendo “uma verdadeira maratona”. Separamos uma lista resumida de prós e contras relacionados ao Norton Antivirus para te apresentar o programa e assim auxiliar na análise e comparação com os demais existentes no mercado, para que assim, sua escolha dentre a infinidade de opções seja a melhor e mais eficiente para seu caso. Prós
  • Monitoramento em tempo real da sua máquina ou dispositivo móvel
  • Verificações muito rápidas
  • Diversas ferramentas de proteção
  • Interface muito agradável e intuitiva
  • Analisa e remove malwares e vírus de vários tipos
  • Impede que aplicativos maliciosos se instalem e prejudiquem o pc ou dispositivo móvel
  • Através de SMS, é possível bloquear o smartphone roubado ou perdido
  • Programação de escaneamentos automáticos, dando ao usuário a despreocupação em relação à segurança do equipamento
Contras
  • Bem pesado
  • Pode causar travamentos em PCs intermediários
  • Apresentou falha no quesito risco de quebra de privacidade
  • A desinstalação é complexa

Como escolher um antivírus

Tendo em vista que a internet se tornou uma parte essencial do cotidiano e que por isso a segurança na rede é imprescindível, é importante ressaltar que ter um bom antivírus é uma real necessidade. No entanto, o mercado bombardeia o usuário de opções com funções e métodos diferentes, o que acaba dando brecha para que na hora da escolha existam muitas dúvidas. A maioria dos usuários tende a optar pelos programas gratuitos, encontrados facilmente para baixar em sites de downloads, por exemplo. No entanto, essa escolha pode ser perigosa, tendo em vista que os antivírus gratuitos costumam agir de maneira localizada, sendo então, ineficazes contra infecções mais elaboradas e que consequentemente são muito mais danosas à máquina que as demais. Sendo assim, as opções pagas apresentam maior eficácia e garantia de proteção, pois além da superficial proteção dos métodos gratuitos, cibercriminosos costumam encontrar jeitos de agir iludindo o usuário, que, crente na proposta de obter um antivírus gratuito, acaba clicando em links desconhecidos e ao invés de adquirir uma ferramenta contra esses softwares indesejáveis, acaba por adquirir a própria praga. Então, é cada vez mais seguro optar pelos antivírus pagos para evitar maiores problemas futuros. Além de evitarem esse tipo de problema, e garantirem uma proteção completa, as versões pagas oferecem suporte em caso de mau funcionamento além de atualizações com melhorias no software num espaço de tempo mais curto. Sendo assim, é de enorme importância que se tenha conhecimento suficiente sobre as configurações da máquina além da finalidade com que ela será utilizada. No mais, deve-se conhecer o comportamento dos diferentes tipos de antivírus disponíveis no mercado, para que assim se faça a melhor escolha de acordo com as suas necessidades. Norton Antivirus Norton Antivirus Norton Antivirus Norton Antivirus Norton Antivirus Norton Antivirus Norton Antivirus Norton Antivirus Norton Antivirus Norton Antivirus Norton Antivirus Norton Antivirus
(Visited 100 times, 1 visits today)