Spyware – O Espião

O spyware faz parte de uma categoria de programas de computador que entra no sistema operacional das máquinas de maneira devastadora, podendo absorver não só a vida como também o poder de processamento delas. Eles são projetados para rastrear hábitos na Internet, incomodando os usuários com ofertas de vendas não solicitadas ou gerando tráfego para seu site hospedeiro. De acordo com algumas estimativas recentes, mais de dois terços de todos os PCs estão infectados por algum tipo de spyware, que podem estar adormecidos e trabalhando em segundo plano, até que enfim, resolvam atacar causando enormes prejuízos de vários tipos.o vilão spyware Antes de que você se desespere, vamos te explicar como o spyware entra em seu computador, o que ele pode fazer lá, além de como fazer para se livrar dele. Mas antes de tudo, é importante que se saiba da existência de várias nomenclaturas com “wars” em sua grafia. Elas podem possuir funções distintas, mas todas têm a mesma característica prejudicial para a máquina. O malware consiste num termo geral utilizado para se referir a qualquer programa que faça alterações (maliciosas) sem sua permissão. Temos também o adware, que engloba programas projetados especialmente para mostrar propagandas não requisitadas, e o stealware, que foi especificamente projetado para capturar os cliques em links. Além desses, temos na mesma categoria, os sequestradores de browser, que são nada menos que programas mal-intencionados que se tornam profundamente infiltrados na codificação de seu browser e funcionalidades principais sendo muito difícil eliminá-lo. É importante não confundir o spyware com um vírus qualquer de computador. Um vírus de computador faz parte de uma codificação projetada com o intuito de se multiplicar o máximo de vezes que conseguir, e isso de maneira autônoma. Para tal, ele precisa apenas de um computador para servir de hospedeiro e assim se multiplicar para todos os demais computadores conectados àquele primeiro. Além disso, o vírus geralmente tem posse de conteúdos prejudiciais que podem danificar seus arquivos pessoais ou até mesmo todo seu sistema operacional. Já o spyware, ao contrário do vírus, não tem como objetivo causar danos ao computador. Ele invade sua máquina sem a sua permissão e permanece oculto, em segundo plano, enquanto faz mudanças indesejadas para proveito próprio. O estrago que ele produz estando dentro no sistema é apenas um subproduto da sua missão principal que é oferecer propagandas ou fazer o seu browser exibir certos sites ou resultados de pesquisas que você, de fato, não pesquisou, toda essa quantidade de prejuízos é apenas uma consequência do objetivo principal do programa. Atualmente, a maioria dos spyware tem como seu principal foco o sistema operacional do Windows. As empresas mais conhecidas de spyware são:
  • Gator,
  • Bonzi Buddy,
  • 180 Solutions,
  • DirectRevenue,
  • Cydoor,
  • CoolWebSearch,
  • Xupiter,
  • XXXDial e,
  • Euniverse.
Conhecê-las é o primeiro passo para poder tomar um maior cuidado! O Spyware pode encontrar brechas para invadir sua máquina dentre algumas ações que você executa sem prestar muita atenção, como por exemplo, clicar em janelas pop-up, instalar pacotes de programa ou concordar em adicionar funcionalidades ao seu browser sem ao menos conhecer quem anuncia ou fornece tais “benefícios”. Essas aplicações geralmente são artimanhas para fazer com que você permita a instalação desses malwares. É um esquema de fishing de cliques que anunciam desde sistemas fraudulentos de mensagens de alerta ou anuncia prêmios inexistentes até mesmo contém botões de “cancelar” que na realidade, fazem exatamente o oposto.

Erros mais comuns

Separamos uma lista com alguns erros comuns que podem se tornar fatais e permitirem que os spyware se aproveitam para adentrar em seu computador: Programas de instalação sobreposto – Algumas aplicações, em particular clientes peer-to-peer de compartilhamento de arquivos, instalam um spyware dentro de um pacote, como parte de sua instalação padrão. Caso o usuário não leia atentamente os passos da instalação, pode-se deixar passar despercebido a informação de que juntamente com o programa desejado, estamos recebendo um software hospedeiro que prejudicará o desempenho da máquina. Isso acontece com frequência nas versões “gratuitas” que são identificadas como uma ótima alternativa aos programas comprados, e que no fim das contas pode ocasionar uma perda muito maior de dinheiro. Download guiado – Este método acontece quando algum determinado site ou janela pop-up automaticamente tenta baixar e instalar spywares em sua máquina. Muitas vezes, a única advertência que receberemos, poderá vir de uma mensagem padrão de nosso browser, informando o nome do programa e perguntando se deve ou não continuar o procedimento para efetuar a instalação. No caso de seus parâmetros de segurança do firewall estarem colocados em níveis baixos, você não receberá nem mesmo esses alertas. Por isso é importante estar sempre atento à configuração do firewall, pois muitas vezes só ela já ajuda da identificação contra esse tipo de impostor. Adicionador de melhorias no browser – Consistem em ferramentas que prometem complementar os recursos do navegador, como barras de tarefas, animações ou caixas de pesquisa adicionais, por exemplo. Pode acontecer deles realmente fazerem o que dizem, porém, é arriscado que tal qual os mecanismos citados acima, eles possam também, incluir elementos de spyware como parte do download. Algumas vezes esses malwares assumem formas de minúsculos e velados spywares, considerados seqüestradores de browser. Eles têm a característica de se infiltrarem profundamente nas máquinas e darem o maior trabalho para serem eliminados. Mascarado como um anti-spyware – Com certeza é um dos truques mais cruéis, pois esse tipo de programa, após nos convencer ser uma ferramenta segura e confiável para detectar e remover spywares, quando executado revela-se como sendo totalmente o contrário do prometido. A ferramenta quando executada informa ao usuário que o computador em questão está limpo e livre desse tipo de malware, porém, enquanto isso, conclui a instalação, por conta própria, do spyware adicional.dado hackeado Uma vez instalado, o agente infiltrado, pode provocar muitas mudanças em seu computador. A maioria deles ficam rodando em segundo plano e, ao inicializarmos nosso o sistema operacional, acabam danificando a memória RAM além de comprometerem também a capacidade de processamento. Além disso, esses softwares podem gerar infinitos pop-ups de publicidade, tornando nosso browser bastante lento e impossível de ser usado como antes. Os spywares podem reiniciar sem a permissão do usuário a página principal no browser para mostrar propagandas todas vezes que abrirmos. Ademais, alguns tipos desse malware redirecionam suas pesquisas na web, controlando os resultados encontrados, de maneira que tornam os mecanismos de pesquisas praticamente inúteis. Eles também podem modificar as bibliotecas DLL (bibliotecas ligadas dinamicamente) usadas pelo computador para nos conectar à Internet, causando quedas de conexão muito difíceis de serem diagnosticadas. Certos tipos desses spywares podem modificar nossos parâmetros de Internet e, caso você use conexão de serviço discado, o modem discará para números telefônicos pagos e caros de maneira a te trazer prejuízos altos. Como um hóspede indesejado, alguns desses malwares modificam os parâmetros do firewall, convidando a entrada dos mais indesejados segmentos de programas. Existem até mesmo algumas configurações que são espertas o suficiente para saberem quando estamos tentando removê-las dos registros do Windows, e utilizam-se de métodos para interceptarem as nossas tentativas e nos impedir de eliminá-las. Esses malwares podem ter sido criados com a finalidade de serem usados para o preenchimento de estatísticas de tráfego dos anunciantes da web, de forma que se conseguirem forçar o seu computador a mostrar toneladas de propagandas pop-up e dessa maneira, fraudar resultados de pesquisas. Sendo assim, eles podem reivindicar o crédito por nos mostrar determinadas propagandas mais e mais vezes, mesmo sem o nosso consentimento. Além de tudo, a cada vez que clicamos na propaganda por acidente, é contado como se alguém tivesse interessado no produto anunciado. Um outro uso para o spyware é o furto de créditos dos associados, de maneira que se aproveitam das oportunidades que os grandes sites de compras como Amazon e Ebay, por exemplo, oferecem, dando créditos para os sites que direcionarem, com sucesso, o tráfego para as suas páginas de produtos. Certas aplicações de spyware capturam requisições para visitar esses sites, ficando com os créditos por nos redirecionármos. Tendo em vista que a internet se tornou um lugar para se ganhar dinheiro, muitos desses malwares foram desenvolvidos com intenções lucrativas por trás de todos os problemas que causam nas máquinas alheias. Quantas vezes você já não se perguntou o que eles ganham ao criarem programas tão prejudiciais aos outros ? E eu te respondo: ganham dinheiro, muito dinheiro! A cada computador infectado, aumentam-se as chances para que se lucre mais. Dessa forma, são inúmeros acessos diários e cliques em banners de divulgação, que pagam os sites parceiros por quantidade de acessos. Para evitar todo esse caos em seu PC evite sempre clicar em links ou abrir e-mails de remetentes desconhecidos. Também, é muito importante ter o firewall configurado da maneira mais conveniente, de acordo com os usos da sua máquina. Conheça vários tipos de antivírus de maneira a encontrar um que tenha maior eficiência para o seu caso específico, pois assim como na configuração do firewall, você deve usar um mecanismo de defesa específico para seu uso.
(Visited 94 times, 1 visits today)